Decifrando Imagens: Artes Visuais e Estratégias para o Olhar

POST_CURSO_JOAO_VILHENA_07_16_SITE
Próximas Turmas Com Início em Agosto de 2017
Turmas Noturnas para Módulos 1 e 2
Inscrições Abertas

Botao_2

Público Alvo:
• Interessados em artes visuais e nos fenômenos históricos relativos à produção e interpretação de imagens.

Descrição dos Módulos:
No módulo 1, os participantes serão convidados a construir estratégias para ampliar seu repertório visual, enriquecendo sua capacidade de observação e estabelecimento de relações entre e por meio de imagens, através do desenvolvimento coletivo de um método de observação e descrição delas. Pinturas, esculturas, filmes, peças de propaganda, quadrinhos, desenhos, construções, entre outros, serão estudados como instrumentos para o desenvolvimento de um olhar mais apurado, condição importante para um melhor desempenho nos mais diversos campos profissionais, assim como maior riqueza na percepção dos fenômenos culturais que fazem parte do vasto e rico acervo humano.
• No módulo 2, damos continuidade e aprofundamento a algumas das principais questões abordadas anteriormente, trazendo novas categorias de reflexão sobre a criação artística e o modo como podemos nos conduzir na tarefa de ampliação de nosso repertório perceptivo. Por meio do exercício coletivo e constante de interpretação de imagens, continuaremos a explorar grandes narrativas humanas, símbolos, mitos antigos e contemporâneos, gêneros artísticos, biografias de criadores, aspectos psicológicos e condições históricas, buscando organizar tais informações de maneira que cada um explore novos modos de olhar e experimentar o mundo ao redor. 

Módulo 1: Noite – Segundas, das 20h às 22h
• Início: A Definir
• Turmas de no máximo 12 alunos

Programa do Módulo 1:
1 – Apresentação – Os que olhos não vêem, o cérebro vê!
Os mecanismos envolvidos na experiência visual.

2 – Palavras, símbolos, códigos visuais (I) – Imagens e histórias para contar.
Narrativas humanas e suas versões visuais.
3 – Palavras, símbolos, códigos visuais (II) – Imagens e histórias para contar.
Narrativas humanas e suas versões visuais.
4 – Retratos e espelhos – O desejo de ver e ser visto.
O rico e estranho parentesco entre decalques de mãos em cavernas e os selfies.
5 – Um dilema visual – Uma imagem não vale mais do que mil palavras.
O exame de séries de imagens como antídoto para interpretações apressadas.
6 – Inspiração e transpiração – Afinal, existem obras-primas?
Esboços, rabiscos, rascunhos e a difícil tarefa de transpor a barreira da imaginação.
7 – Espaço, linhas e volumes – Ser humano é não caber em si.
Monumentos e a matemática do olhar.
8 – (des)Ilusão (Parte I) – O que se esconde em uma cartola?
O que o século XIX tem a dizer sobre aquilo que nos encanta e assombra?
9 – (des)Ilusão (Parte II) – O que se esconde em uma cartola?
Breves notas históricas sobre o surgimento da fotografia e do cinema.
10 – Originais e cópias – O espectador-artista. 
Afinal, o que somos diante de uma obra?
Encerramento: “Olhos à obra” – Visita a um espaço museológico.
Originais, cópias e os aprendizados do curso postos à prova no espaço museológico.
* Visita programada para uma manhã de sábado, a combinar.

Módulo 2: Noite – Terças, das 20h às 22h
• Início: A Definir
• Turmas de no máximo 12 alunos

Programa do Módulo 2:
1 – Aquecimento – “Macaco vê, macaco faz”.
Natureza, cultura e a estruturação da experiência visual.

2 – Obras Humanas em contexto (Parte I) – “O Olho da Época”.
Obras artísticas como sintoma do mundo que as cercam.
3 – Obras Humanas em contexto (Parte II) – “Nenhuma Obra é Uma Ilha”.
A arriscada tarefa de se estabelecer parentescos entre obras diversas.
4 – O Outro – O distante e o exótico na arte.
Notas sobre as representações artísticas entre Ocidente e Oriente.
5 – A face do transcendente – Como reconhecer o que jaz dentre e além?
Deuses, deusas, santos, mártires e o esforço incansável de visualizar a fé.
6 – Os artistas – “Humano, demasiadamente humano”.
Fatos , anedotas, idiossincrasias e as muitas faces dos criadores de todos os tempos.
7 – Arte como negócio (Parte I) – Como atribuir preços à criação humana?
Museus, mecenas e notas para uma história do “bom gosto”.
8 – Arte como negócio (Parte II) – Estudo de caso: Florença.
O nascimento do artista como o conhecemos.
9 – Símbolos na arte – “Isso não é um cachimbo”.
Um olhar sobre a longa história da necessidade humana de representar.
10 – Arte e tecnologia – A Era do making of. 
As trasformações tecnológicas nos últimos séculos, seu impacto no ato criativo e na percepção.
Encerramento: “Olhos à obra” – Visita a um espaço museológico. 
Originais, cópias e os aprendizados do curso postos à prova no espaço museológico.
* Visita programada para uma manhã de sábado, a combinar.

Taxa de Matrícula: R$ 120,00
Custo: 3 x R$310,00 – Pagas sempre no fim de cada mês de aula. Ou pague integral com 5% de desconto.
Professor: João Vilhena
Duração: 2 meses e meio
Carga Horária23 horas – 10 aulas de 2h de duração e 1 visita de 3h a museu.

Botao_2

 

 

Ou ligue: 3062-8686 – 98101-9766

Bio do Professor:
Versão 2• João Eduardo de Vilhena –  Historiador e professor de História, trabalhando há 15 anos em cursos e palestras nas áreas de Cultura Visual, História da Arte, Mitologia e História da Tecnologia

%d blogueiros gostam disto: