A História da Rever

• Se você chegou até aqui e nunca ouviu falar da Rever, por favor continue lendo. Se você chegou até aqui porque é um aluno, ex-aluno ou amigo, provavelmente já sabe o que estamos fazendo por aqui. Mas, por favor, continue lendo.

• A Rever é uma escola de fotografia que não gosta muito de ser chamada de escola. Nasceu dentro de casa, e durante dois anos e meio ficou dentro de casa. A sala de estar era a sala de aula, e a mesa de jantar a mesa de aula. A estante de livros era a biblioteca, a estante de objetos era o varal de fotografias e a parede branca da sala (de aula) virou a parede de projeção de slides. A Rever tinha uma cantina, que era a cozinha da casa, um espaço de convivência no quintal e até um laboratório analógico na edícula. Nada foi muito arquitetado previamente, tudo foi pensado para adaptar a casa e para nossa surpresa, a reação dos alunos ao espaço adaptado não era de aprovação, eles adoravam o espaço.

• Deixamos essa casa adaptada faz tempo, mas continuamos montando nossos espaços de aula dessa forma. Hoje temos duas salas de aula, mas não temos carteiras. Em cada uma das salas temos uma mesa grande, ao redor da qual sentam-se todos, alunos e professores. Temos uma grande estante de livros, com mais de 400 volumes, temos varais para fotos e quadros brancos nas salas e temos projetores que vão sendo substituídos por TVs de alta definição. A convivência dos nossos alunos com a fotografia e com o grupo que estuda junto é capital para o que fazemos na Rever.

• A escola nasceu a partir da vontade de dois fotógrafos: André Spinola e Luish Morais. A vontade era e ainda é estudar o que fazemos, transmitir o que aprendemos, compartilhar o pensar e o fazer fotografia com outros interessados e ganhar a vida dessa forma. Não ensinamos ao aluno nossa opinião sobre o que é fotografia ou como deve (ou não deve) ser feito. Estamos sempre querendo descobrir o que é fotografia, para nós e para os alunos. Queremos ouvir, ver, falar e fazer fotografia junto com os alunos. O que sabemos mais que os alunos em algum momento é a técnica e estamos sempre em busca do momento em que nem isso saberemos mais que eles. Estaremos até nisso em igualdade, fazendo o que gostamos de fazer.

• A origem do nosso conteúdo acadêmico é técnica. Um dos fundadores estudou fotografia primeiramente em cursos livres, depois na faculdade de jornalismo da UFRJ, no Rio de Janeiro e finalmente em uma faculdade de fotografia comercial nos EUA, onde o conteúdo técnico era quase 100% do curso. Sobrava muito pouco ou quase nada para a estética, ética ou filosofia da fotografia. A parte técnica do nosso programa se baseia nesse conhecimento, adquirido no Brooks Institute of Photography e na experiência de trabalho dos fundadores.

• O desenvolvimento e enriquecimento do nosso conteúdo acadêmico é visual. Vem da experiência dos professores e principalmente dos estudos que fizemos com nosso mestre, Carlos Moreira. Foi acompanhando as aulas de linguagem fotográfica do Carlos em diferentes turmas que pudemos ampliar nosso horizonte visual e enxergar maneiras de inserir esse tipo de conhecimento e experiência no nosso currículo.

• Estamos sempre buscando transmitir aos nossos alunos uma base técnica sólida, um panorama visual amplo e sobretudo o espaço para que cada um deles descubra o que quer fotografar e como. Não confundimos as áreas do mercado fotográfico com a experiência visual da fotografia.Não nos interessa limitar a experiência dos nossos alunos compartimentando o fazer fotográfico em 3 ou 4 assuntos e maneiras de fotografar. Queremos que nosso aluno seja capaz de manifestar através da fotografia algo que lhe é pessoal e intransferível: ele mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: